sábado, 29 de dezembro de 2012

Carregado inaugura réplica do marco da estrada real símbolo da Freguesia


Junta de Freguesia do Carregado aproveitou a última reunião da assembleia para inaugurar uma réplica do marco de cruzamento da estrada real. Esta é uma obra que segundo o presidente da junta, constituiu um orgulho para o povo português, “mas mais em especial para a população do Carregado".
Segundo o autarca o marco que constitui o símbolo da sua heráldica é muito importante. De um lado marca a estrada para Santarém de 1788 e do outro a estrada que vem das Caldas da Rainha.
As indicações deste marco “nas ligações Lisboa Santarém ou Lisboa Caldas da Rainha, ambas passando pelo carregado dá uma importância estratégica que vem dos primórdios até ao dia de hoje” salienta José Manuel Mendes.
Noticia desenvolvida na próxima edição do Voz Ribatejana a 3 de Janeiro

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Imigrante brasileira suspeita de ter morto os filhos fica em prisão preventiva


Kely Oliveira Santos, a imigrante de origem brasileira suspeita de ter ateado o fogo que vitimou os seus dois filhos pequenos, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, de acordo com a decisão tomada, hoje ao princípio da tarde, pelo juiz de turno no Tribunal de Vila Franca de Xira. A cidadã brasileira, detida pela GNR, na tarde de ontem, na Castanheira do Ribatejo, foi esta manhã conduzida a tribunal para primeiro interrogatório pela Polícia Judiciária.
Esteve no Tribunal vila-franquense entre as 10h00 e as 12h30 e a advogada oficiosa nomeada para a defender não quis, à saída, prestar declarações aos jornalistas. Ao Voz Ribatejana confirmou apenas que o tribunal optou pela medida de coacção mais gravosa de prisão preventiva, mas preferiu não tecer qualquer comentário sobre o estado de espírito de Kely Santos, nem sobre o relato que fez dos acontecimentos perante o juiz.
Escassos minutos depois, cerca das 12h30, os dois agentes da PJ que a acompanhavam conduziram a arguida ao carro descaracterizado em que regressaram a Lisboa. Kely Santos aparentava alguma tranquilidade, apesar de alguns gritos de revolta de habitantes de Vila Franca que se encontravam nas proximidades.

Saiba mais na edição de 3 de Janeiro do Voz Ribatejana 

Mulher suspeita de matar filhos detida na Castanheira




Kely Oliveira Santos, a imigrante brasileira suspeita de ter ateado o fogo que acabou por vitimar os seus dois filhos pequenos, na localidade de Preces, no concelho de Alenquer, foi ontem detida pela GNR na Castanheira do Ribatejo. A mulher foi detectada por uma patrulha da Guarda, cerca das 14h00, quando seguia a bordo de um veículo ligeiro no interior desta vila, conduzido por um homem a quem terá, alegadamente, pedido boleia. Hoje vai ser ouvida em tribunal, que determinará as medidas de coacção e poderá, eventualmente, confirmar a prisão preventiva.
A cidadã brasileira foi, ainda ontem, entregue à Polícia Judiciária, que conduz a investigação. Segundo as autoridades, apresentava-se algo suja, o que poderá indiciar que dormiu nos últimos dias em edifícios abandonados da Zona Industrial da Castanheira.
No sábado realizou-se o funeral dos dois meninos, que morreram vítimas da inalação de fumos no quarto onde terão, segundo as autoridades policiais e os bombeiros, ficado fechados à chave. O fogo deflagrado num amontado de roupas e num colchão foi rapidamente dominado pelos Bombeiros de Alenquer, mas as crianças não resistiram ao fumo. Raphael tinha 1 ano e Henrique 22 meses. O caso tem suscitado muita revolta na localidade de Preces e alguns familiares recordam um caso de alegados maus tratos da mãe já ocorrido em Agosto.

Saiba mais na edição de 3 de Janeiro do Voz Ribatejana      

domingo, 23 de dezembro de 2012

Município de Vila Franca de Xira entrega chaves de 22 casas de habitação social



Vinte e duas famílias receberam, ontem, as chaves das habitações sociais que lhes foram atribuídas no âmbito do concurso lançado pela Câmara de Vila Franca de Xira. A autarquia tem investido na recuperação de alguns dos fogos que detém para atribuir às famílias com maior carência de habitação. Em 2011 foram, assim, entregues 21 fracções e, ontem, outras 22, em que as famílias beneficiárias pagam rendas simbólicas, calculadas com base nos seus rendimentos.
Maria da Luz Rosinha, presidente da Câmara vila-franquense, formulou votos de que estas 22 famílias possam, agora, viver de uma forma “mais confortável e mais condigna” e salientou que a entrega destas casas municipais traz, também, algumas obrigações para os beneficiários, que “têm que cuidar da casa e pagar a renda, porque faz parte da vida em sociedade ter estas obrigações”, referiu.
Ontem, a edilidade entregou as chaves de 22 habitações a famílias das freguesias de Alhandra (1), Alverca (6), Castanheira (1), Forte da Casa (3), Póvoa de Santa Iria (7), Sobralinho (1), Vialonga (1) e Vila Franca (2).
Pedro S., de 30 anos, um dos beneficiários, explicou, ao Voz Ribatejana, que esta atribuição de uma casa de habitação social é muito importante para a sua vida. Já tinha concorrido em 2011 mas não foi selecionado. Agora, vai poder mudar, e muito, as condições da sua família. É que Pedro tem um filho de ano e meio, mas sem condições para pagar casa própria vivia como que "separado" da mulher e do filho.
“É uma ajuda muito importante. Para a nossa vida não podia ter sido melhor, porque a casa é mesmo em Vila Franca. Até agora estávamos na casa dos pais. É como se vivêssemos separados, eu na casa dos meus e ela na casa dos pais dela”, explicou.


Saiba mais na edição de 3 de Janeiro do Voz Ribatejana   

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Alenquer: Mãe Suspeita procurada

A Guarda Nacional Republicana (GNR) procura desde esta madrugada a localização da mãe das duas crianças que morreram na sequência de um incêndio na localidade de Preces em Alenquer.
As duas crianças de um e três anos morreram na localidade de Preces, Alenquer e as autoridades procuram agora as causas do incêndio e a mãe das crianças-

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Mãe e filha colhidas mortalmente por comboio em Alverca


Uma mulher de 30 anos e a filha de 13 foram, esta tarde, mortalmente colhidas por um comboio Alfa Pendular que fazia o percurso entre Lisboa e Braga. O acidente deu-se por volta das 16h30 numa zona de acesso difícil situada cerca de 200/300 metros a Sul da Estação de Alverca. O comboio só conseguiu parar já a Norte da estação e os restos mortais foram recolhidos pelos bombeiros de Alverca depois de terem sido arrastados pela composição para as proximidades da gare ferroviária.
A PSP está, agora, a tentar perceber como e por que é que as duas familiares chegaram à linha, desconhecendo-se se se terá tratado de acidente ou de suicídio. Sabe-se apenas que mãe e filha estavam documentadas e que residiam na zona de Lisboa.

Alberto Fernandes, comandante dos Bombeiros Voluntários de Alverca, disse, ao Voz Ribatejana, que a zona onde mãe e filha foram colhidas “está completamente isolada (vedada por barreiras metálicas) e naquela zona não há qualquer tipo de acesso”. Só cerca de 400 metros mais a sul é que existem passagens pedonais sem guarda ou barreiras que permitem o acesso de pessoas que passeiam, a pé ou de bicicleta, na zona das antigas salinas de Alverca. "Acesso com alguma facilidade só existe cerca de 400 a 500 metros para sul, já a caminho da Póvoa", referiu.

Saiba mais na edição de 3 de Janeiro do Voz Ribatejana

Está nas bancas mais uma edição do Voz Ribatejana


domingo, 16 de dezembro de 2012

Vila Franca recebe 500 expositores no Nacional de Ornitologia




O 67º. Campeonato Nacional de Ornitologia está a decorrer no pavilhão multiusos de Vila Franca de Xira, numa iniciativa conjunta dos clubes ornitológicos de Vialonga, de Peniche e de Setúbal. A iniciativa congrega cerca de 500 expositores oriundos de todo o País e, em exposição, estão vários milhares de aves. No pavilhão do Cevadeiro pode encontrar, ainda, expositores dos mais variados produtos ligados à criação de aves. Este Campeonato Nacional de Ornitologia encerra, este domingo, às 18h00 e atribui dezenas de prémios aos melhores exemplares de cada categoria e aos melhores criadores. 

Saiba mais na edição de 19 de Dezembro do Voz Ribatejana

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

PJ aponta para desavença conjugal no homicídio de jornalista brasileira em Alverca


O companheiro da jornalista brasileira encontrada morta, na manhã do passado sábado, no apartamento do Bom Sucesso (Alverca) onde residia, ficou em prisão preventiva, por decisão do juiz do Tribunal de Vila Franca de Xira que o interrogou na terça-feira. A Polícia Judiciária (PJ) distribuiu, hoje, um comunicado onde sustenta que há “fortes indícios da prática de um crime de homicídio”, originado por “um quadro de desavenças” conjugais.
Mislene Pires, de 38 anos, natural de Goiânia, foi encontrada morta e amarrada na despensa do apartamento em que vivia, depois de uma chamada telefónica anónima ter alertado a PSP para o caso. O seu companheiro, um português de 41 anos, foi depois detido e conduzido ao Tribunal de Vila Franca de Xira para o primeiro interrogatório. Ficará, agora, detido a aguardar a conclusão do inquérito. 
O corpo de Mislene Pires revelava sinais de estrangulamento e a PSP concluiu que as condições em que se apresentava afastavam qualquer possibilidade de suicídio, passando a investigação do caso para a alçada da Polícia Judiciária. A cidadã brasileira tinha formação superior em jornalismo. 


Saiba mais na edição de 19 de Dezembro do Voz Ribatejana

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Está aí mais uma edição do Vida Ribatejana

/
                                                                  Vida Ribatejana

                                             Sexta-feira nas bancas



segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Em actualização: Alenquer: Câmara rescinde com empresa de refeições escolares


A Câmara de Alenquer ainda não rescindiu com a empresa que fornece as refeições nas escolas do concelho- A informação foi ontem avançada pela agência Lusa, mas hoje Jorge Riso, presidente da câmara de Alenquer, veio a público dizer que a decisão ainda não está tomada.
Ao jornal Público a empresa salienta recusa quaisquer responsabilidades pelas intoxicações alimentares de que foram vítimas mais de cem crianças, a 23 de Novembro.
Numa nota de imprensa, a empresa assegura que “todos os técnicos veterinários e de saúde pública que tiveram contacto com os alimentos servidos pela Narest no dia 23 de Novembro afirmaram que os mesmos tinham boa apresentação e nenhum sinal de deterioração”, e que isso mesmo foi “corroborado por todas as análises laboratoriais até agora realizadas por entidades independentes”.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Voz Ribatejana completa 2º. aniversário e agradece mensagens de parabéns


O Voz Ribatejana completa, a 1 de Dezembro, dois anos de publicação como jornal quinzenal vocacionado para acompanhar o concelho de Vila Franca de Xira e todos os municípios envolventes. São já 50 edições de um projecto que procurou nascer com os pés bem assentes no chão, percebendo as dificuldades e as condicionantes que a todos nos afectam, mas sabendo também que esta região precisa e merece ter órgãos de comunicação próprios.
Por isso mesmo, o Voz Ribatejana tem apostado, com sucesso, num acompanhamento de proximidade da vida, dos problemas e das aspirações das centenas de milhares de pessoas que vivem e trabalham nesta região do Baixo Ribatejo e do Oeste. Valorizamos e divulgamos as tradições que nos distinguem e que nos caracterizam, estamos atentos à dinâmica e aos problemas do movimento associativo, tratamos e aprofundamos os grandes temas da política e da economia, denunciamos de forma construtiva o que vai mal nas mais diversas instâncias regionais e damos sempre que possível Voz aos nossos leitores.
Pensamos que esta é a melhor forma de cumprirmos o nosso papel, assumindo-nos como parceiros que desempenham com rigor e independência a tarefa de levar até si, amigo leitor, o que de mais importante se vai passando nesta região. Cabe-nos fazê-lo de forma isenta e equilibrada procurando também contribuir para a melhor informação e formação da comunidade em que nos inserimos.
Passo a passo vamos crescendo e recebendo pelas mais diversas formas ecos da boa receptividade do nosso trabalho. Desenvolvemos em paralelo a nossa presença no mundo da Internet e das redes sociais, já com mais de 4000 amigos registados no Facebook e um blog que, muito em breve, evoluirá para uma plataforma mais capacitada e ambiciosa. Em Julho, aquando dos 80 anos do Colete Encarnado, avançámos com outra faceta do nosso projecto e com o lançamento da revista regional Vida Ribatejana. Um formato diferente, muito bem recebido pelos nossos leitores, que terá a sua edição Nº. 3 nas bancas já no próximo dia 14 de Dezembro.
Temos consciência que as coisas não estão fáceis, mas temos também confiança nas virtudes do nosso trabalho e estamos convictos que o rumo que seguimos é o mais correcto neste mundo da comunicação social. Para assinalar este segundo aniversário, o Voz Ribatejana chegará até si, na próxima quarta-feira (dia 5) com uma edição (nº 51) totalmente a cores e com uma imagem gráfica renovada. E ao longo do próximo ano haverá mais novidades.
Conte connosco.
Nós também contamos consigo

Jorge Talixa

Espaço de observação de aves abre sábado na Lezíria de Vila Franca





O Espaço de Visitação e Observação de Aves (EVOA) instalado na Lezíria de Vila Franca de Xira, junto ao ponto onde o Sorraia desagua no Tejo, vai ser inaugurado na manhã de sábado. Trata-se de um projecto liderado pela Companhia das Lezírias (CL) que, em parceria com diversas entidades e com um importante apoio financeiro da Brisa, investiu cerca de 2 milhões de euros neste complexo vocacionado para o chamado turismo da natureza, que permitirá observar as aves protegidas que frequentam a Reserva Natural do Estuário do Tejo. 
A empresa agrícola do Estado espera atrair 25 mil a 30 mil visitantes ao EVOA por ano. E acredita que o centro de interpretação e as instalações a ele associadas serão convidativos para reuniões de empresas, acções de formação, visitas de escolas ou encontros de amigos, que poderão passar um dia diferente a descobrir a riqueza natural do estuário do Tejo e as características rurais da Lezíria Grande de Vila Franca.
O EVOA foi instalado junto à Ponta de Erva, cerca cerca de 12 quilómetros a sul da Recta do Cabo, e integra três grandes lagoas artificiais de água doce, um centro de interpretação e zonas cobertas integradas na paisagem com corredores por onde os visitantes podem passear e observar as aves sem que estas se apercebam da sua presença.
A ideia surgiu em 2001, desenvolvida pela associação Aquaves e pelo seu presidente Pedro Mello, que já observara estruturas deste tipo em Inglaterra. Foi proposta e aceite pela Companhia das Lezírias, que se disponibilizou para ceder cerca de 80 hectares para a sua concretização. Aderiram também outros parceiros como a Câmara de Vila Franca de Xira, a Associação de Beneficiários da Lezíria Grande, a Liga para a Protecção da Natureza, o Instituto da Conservação da Natureza e a Brisa que, no âmbito dos seus programas de responsabilidade ambiental, resolveu contribuir com 1 milhão de euros para o projecto. Com uma comparticipação de fundos comunitários obtida através do Programa Operacional da Região de Lisboa, o empreendimento foi, finalmente, concretizado, quase 10 anos depois. O EVOA integra vários percursos de observação devidamente sinalizados e, no centro de interpretação, os visitantes encontrarão uma exposição permanente e outra temporária, jogos e filmes sobre a temática das aves. 


Saiba mais na edição de 5 de Dezembro do Voz Ribatejana 



segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Intoxicação alimentar de Alenquer afectou mais de 100 crianças



Mais de 100 crianças, entre os 3 e os 9 anos, que frequentam os jardins-de-infância e escolas do 1º. ciclo da rede pública no concelho de Alenquer, foram afectadas com alguma gravidade pela intoxicação alimentar verificada na sexta-feira, na sequência dos almoços servidos nos estabelecimentos de ensino. A constatação é do próprio presidente da Câmara de Alenquer, que sabe que 81 daquelas crianças foram assistidas em serviços públicos de saúde, mas que mais algumas dezenas foram conduzidas pelos pais a unidades privadas.
Cerca de 30 pais e encarregados de educação estiveram, esta manhã, na sessão camarária alenquerense exigindo explicações e medidas da autarquia. Um grupo de uma dezena de pais do Centro Escolar do Carregado insistiu mesmo na “suspensão” do contrato com a firma que, desde o passado dia 12, fornece cerca de 1750 almoços diários nas escolas do concelho. O presidente da autarquia, o socialista Jorge Riso, admitiu que, com uma situação desta gravidade, houve uma “quebra da confiança” que a Câmara depositava nesta empresa, mas vincou que, só depois de serem conhecidos os resultados das análises à comida e as razões da sua deterioração é que a edilidade poderá tomar outras decisões.
O contrato com o anterior fornecedor expirou no Verão e a autarquia lançou um novo concurso, em que a empresa vencedora apresentou um preço 86 cêntimos inferior ao praticado no ano lectivo 2011/2012. E esta foi uma das questões mais vincadas pelos pais, temendo que esta redução de preço corresponda a refeições de pior qualidade.
“Acredito que a Câmara tenha que poupar custos, mas as crianças não podem ser prejudicadas, nem na quantidade, nem qualidade da comida”, frisou uma das mães presentes. “Não tem nada a ver com os custos. Um dos critérios do concurso era o preço, mas a qualidade nunca foi posta em segundo plano”, reagiu Jorge Riso, salientando que esta é uma das acusações que mais lhe custa ouvir e que sabe que na região Oeste há câmaras que pagam bastante menos por almoço e não tiveram qualquer problema deste género.

Saiba mais na edição de 5 de Dezembro do Voz Ribatejana 

sábado, 24 de novembro de 2012

Três crianças ainda estão internadas por intoxicação alimentar em escolas de Alenquer


Dez crianças que frequentam escolas públicas de Alenquer foram  internadas no Hospital de Vila Franca de Xira devido a uma intoxicação alimentar que atingiu pelo menos 75 alunos de diferentes estabelecimentos do concelho. Sete tiveram alta ainda na noite de ontem e outras três mantém-se internadas.
A Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) já esteve nas instalações da empresa contratada pela Câmara de Alenquer para fornecer refeições, onde recolheu amostras dos almoços servidos ontem para apurar responsabilidades. O presidente da edilidade, Jorge Riso, promete também abrir um inquérito, explicando que esta empresa está a servir refeições nas escolas locais há poucas semanas, depois de ter ganho o respectivo concurso.
Muitas dezenas de crianças dos jardins-de infância e escolas primárias do Agrupamento de Alenquer começaram a sentir-se mal após o almoço de sexta-feira, com vómitos e diarreia. Foi necessário instalar um pequeno hospital de campanha numa das escolas para assistir as crianças e 57 delas, com sintomas um pouco mais graves, foram conduzidas ao Hospital de Vila Franca de Xira.
Carlos Rabaçal, director clínico da unidade hospitalar, explicou que foram atendidas crianças com idades entre os 3 e os 9 anos com “sintomas e sinais de intoxicação alimentar”, mas que “não há nenhum caso de grande gravidade”. Por precaução, dez crianças com maior necessidade de “vigilância e de manutenção da hidratação” foram internadas.

Saiba mais na edição de 5 de Dezembro do Voz Ribatejana
 

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Já está nas bancas mais uma edição do Voz Ribatejana


Assalto falhado com explosivos deixa bairro de 7000 habitantes sem multibanco



Cinco indivíduos tentaram, na madrugada de hoje, assaltar a caixa multibanco que funcionava no Charcutaria/Frutaria Lameirinhas, no bairro do Bom Retiro, arredores de Vila Franca de Xira. Apesar das duas explosões não conseguiram chegar ao dinheiro, mas causaram danos significativos no estabelecimento e deixaram um bairro com perto de 7000 habitantes sem a sua única caixa multibanco.
O proprietário do estabelecimento disse, ao Voz Ribatejana, que, “em consideração pela população”, vai “arriscar” e permitir que o multibanco da Caixa Geral de Depósitos (CGD) continue a funcionar na montra da sua loja. Sabe que a CGD vai assumir os custos da reparação da caixa e do respectivo vidro mas pelo que lhe foi dito, numa primeira abordagem, terá que ser o comerciante a suportar os restantes danos, na casa dos milhares de euros. “Esta máquina faz muita falta. Vai ficar este bairro inteiro (temporariamente) sem multibanco”, queixa-se um dos moradores da zona, lembrando que a outra caixa, que funcionou no edifício da delegação da Junta de Freguesia, junto à Estrada de Arruda, foi retirada há meses. “São 7 mil pessoas que ficam aqui sem caixa multibanco”, alerta.
Na madrugada de hoje, outra tentativa de roubo de uma caixa multibanco, com o auxílio de explosivos, não teve sucesso no Quintanilho, na freguesia de Vialonga. E, já ao fim da manhã de hoje, quatro indivíduos, dois brancos e dois de origem africana, tentaram assaltar o balcão da Caixa Geral de Depósitos na Malva Rosa (Alverca). Os funcionários não lhes abriram a porta interior e acabaram por desistir.

Saiba mais na edição de 5 de Dezembro do Voz Ribatejana
 

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Alberto Mesquita é o candidato do PS à Câmara de Vila Franca


Alberto Mesquita vai encabeçar a lista de candidatos do PS à Câmara de Vila Franca nas autárquicas de Outubro de 2013. Depois de 8 anos como vice-presidente de Maria da Luz Rosinha, o autarca foi, agora, escolhido por larga maioria na Comissão Política Concelhia. Já se sabe que terá como número 2 na lista o também vereador Fernando Paulo Ferreira e que Maria da Luz Rosinha será a mandatária da candidatura.
Com 63 anos e quase 20 de desempenho como vereador na autarquia, Alberto Mesquita já foi presidente da Comissão Política Concelhia (CPC) do partido e dirige, nesta altura, os pelouros do urbanismo e das obras municipais. "O PS vai continuar a desenvolver o seu programa, que tem sido sufragado de há uns mandatos a esta parte, porque, de facto, a população considera que o programa do PS é aquele que lhe convém para uma melhor qualidade de vida e para o desenvolvimento económico e social do concelho. As questões que se vão colocar são as normais em fim de mandato e, portanto, para quem já anda cá há alguns anos, não são grande surpresa”, disse Alberto Mesquita ao Voz Ribatejana, referindo que ainda não está marcado o anúncio formal da candidatura.
Antes de assumir funções na Câmara em 1993, Alberto Mesquita trabalhou na Mague e desenvolveu também alguma actividade sindical. Como curiosidade, refira-se que jogou na equipa principal de râguebi do Benfica. 

Saiba mais na edição de 21 de Novembro do Voz Ribatejana  

Câmara vai avançar com despejo de 9 famílias na encosta do Monte Gordo




A Câmara de Vila Franca de Xira decidiu, ontem à noite, executar o despejo das 9 famílias que residem no Lote 1 da Urbanização da Quinta de Santo Amaro (encosta do Monte Gordo) o "mais rapidamente possível", invocando razões de segurança. Embora decorra ainda a apreciação de uma providência cautelar que solicita a suspensão da medida, a Câmara decidiu, por unanimidade, avançar para o despejo, porque considera que qualquer outra decisão “seria gravemente prejudicial para o interesse público por estar em causa a segurança de pessoas e bens”, uma vez que o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) entende que existem sérios riscos de desmoronamento do vizinho Lote 2 e recomendou, já em Julho, a retirada destas famílias.
A presidente da Câmara, Maria da Luz Rosinha, diz que a edilidade está disponível para alojar temporariamente em fogos de habitação social as famílias que comprovem que não têm condições financeiras para encontrar alternativas de residência, mas acrescenta que ainda nenhuma delas solicitou esta possibilidade. No final de Outubro, a Câmara vila-franquense dera um prazo até às 12h00 de ontem para que as 9 famílias saíssem do prédio, mas a administração do condomínio e algumas das famílias interpuseram uma providência cautelar no Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa, pedindo a suspensão do despejo. A Câmara reuniu, então, em sessão extraordinária, na tarde de segunda-feira, para analisar as medidas a tomar. As decisões só foram tomadas já perto das 21h00 e a autarquia diz que “face à gravidade da situação”, confirmada por uma nova auditoria do LNEC, decidiu manter e executar a deliberação de “despejo” das 9 famílias.

Saiba mais na edição de 21 de Novembro do Voz Ribatejana

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Alenquer: Jorge Riso não se candidata

Jorge Riso - foto: Voz Ribatejana
Em entrevista ao Voz Ribatejana o presidente da câmara de Alenquer confirmou que não será candidato em 2013. O ainda presidente esclarece que não está arrependido, mas por outro lado admite um destagaste significativo da sua vida pessoal.
Nesta entrevista garante o apoio ao próximo candidato socialista, que será ou João Hermínio  actual vice-presidente, ou Pedro Folgado, o seu chefe de gabinete. Por enquanto não quer tomar posição, pelo menos até passar pelo crivo dos militantes.

Quatro jovens apanhados em Alverca a roubar carro





Quatro jovens, com idades entre os 18 e os 25 anos, foram, esta madrugada, detidos pela PSP, em Alverca, quando se aprestavam para furtar uma viatura. A detenção em flagrante delito ocorreu cerca das 00h50 na urbanização da Malva Rosa e o grupo será, segundo a Divisão Policial de Vila Franca de Xira, responsável pelo furto de mais dois veículos, que também já foram recuperados. Os quatro jovens foram hoje presentes ao Tribunal de Vila Franca de Xira para primeiro interrogatório. Dois têm 18 anos, um 19 e o mais velho 25 anos.
"As viaturas recuperadas foram abandonadas pelos suspeitos nas imediações dos locais onde furtavam outras viaturas, por ficarem sem combustível. A primeira foi recuperada reletivamente próximo do local da detenção e a outra na freguesia da Apelação (Loures)", explica a PSP.

Saiba mais na edição de 21 de Novembro do Voz Ribatejana

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Não Perca mais uma revista Vida Ribatejana


Braço-de-ferro por causa do IMI deixa reunião de Câmara de Vila Franca sem quórum


A fixação da taxa de IMI (Imposto sobre Imóveis) a aplicar em 2013 a casas ainda não reavaliadas está a gerar um autêntico braço-de-ferro na Câmara de Vila Franca de Xira, que levou os vereadores da oposição a abandonarem, segunda-feira à tarde, a sala onde decorria mais uma sessão da autarquia. Sem quórum para prosseguir os trabalhos, a presidente da Câmara, a socialista Maria da Luz Rosinha, foi obrigada a dar por encerrados os trabalhos.
No entender do PS a taxa de 0, 65 por cento votada na reunião de 31 de Outubro deve prevalecer e passar pela apreciação final da Assembleia Municipal já marcada para quinta-feira em Subserra. CDU e Coligação Novo Rumo (PSD/PPM/MPT) contestam o método de “votação alternativa” aplicado na reunião anterior e querem reagendar o assunto, para nova votação. O PS recusou, considerando que o pedido de agendamento para a reunião de hoje feito pela CDU estaria mal elaborado. E, em protesto, os vereadores da oposição saíram em bloco da sala.
Os vereadores sociais-democratas garantem que vão pedir à Direcção-Geral das Autarquias Locais e ao secretário de Estado da tutela que impugnem a votação que o PS considera legal. E a CDU admite levar o caso a todas as instâncias, incluindo os tribunais. Se a Assembleia Municipal (onde o PS tem maioria absoluta) decidir aprovar a proposta dos 0, 65% tudo indica que a oposição vai avançar com queixas para as diferentes entidades competentes. Se a Assembleia Municipal não chegar a deliberar, poderá aplicar-se a norma legal que, em caso de inexistência de propostas aprovadas, prevê a aplicação das taxas mínimas (neste caso os 0, 5 por cento defendidos pela CDU).

Saiba mais na edição de 21 de Novembro do Voz Ribatejana 

domingo, 11 de novembro de 2012

Desfile etnográfico em Alenquer

Centenas de pessoas saíram este domingo à rua em Alenquer para assistir à segunda edição do desfile etnográfico daquele concelho. Ao todo participaram cerca de 20 colectividades oriundas das 16 freguesias daquele concelho.
Como novidade, este desfile contou com a presença da rainha das vindimas do município, eleita recentemente.
João Hermínio, vice-presidente da autarquia alenquerense, sublinhou o empenho das colectividades "em tempos de crise", vincando por outro lado o aspecto económico desta iniciativa.
Reportagem completa na próxima edição do Voz Ribatejana a 21 de Novembro

sábado, 10 de novembro de 2012

Associação de Futebol de Lisboa suspende todos os campeonatos por causa das novas regras do policiamento



Todos os campeonatos de futebol e de futsal organizados pela Associação de Lisboa são, este fim-de-semana, suspensos, em protesto contra as novas regras de pagamento do policiamento dos jogos de juvenis e de iniciados preconizadas pelo Governo. Em causa estão 443 partidas e outras associações de futebol do país já equacionam a adopção de formas de protesto semelhantes.
Em comunicado, a AFL explica que, na base desta decisão estão as novas regras de pagamento de policiamento impostas pelo Decreto-Lei Nº. 216/2012, que prevê que todos os jogos dos escalões de iniciados e de juvenis deixem de ter policiamento obrigatório pago pelo Estado.
Os clubes que entendam que os jogos que se realizam nos seus terrenos podem solicitar policiamento, mas terão que o suportar, o que equivale a pelo menos 120 euros por jogo. Considerando que os clubes não têm capacidade financeira para serem eles a suportar mais este encargo, como já acontece com os jogos de seniores, a AFL decidiu promover este e outros protestos.
Na Internet circula já, entretanto, uma petição em “defesa da verdade desportiva e da segurança”, que reclama a revogação da decisão do Governo, considerando que a aplicação deste decreto-lei, desde o passado dia 9, fará com que deixem de “existir condições de segurança para uma prática de arbitragem leal” e prevendo que “muitas agressões surgirão em virtude desta decisão!”.
A AFL diz que solicitou a marcação de reuniões com o ministro da Administração Interna e com o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, para “demonstrar a sua preocupação e a sua discordância com esta decisão do Governo que, consequentemente, irá pôr em causa a situação económico-financeira e, naturalmente, a sobrevivência dos seus clubes filiados, afectando ainda mais milhares de jovens que encontram no futebol uma forma salutar de praticar desporto”.


Saiba mais na edição de 21 de Novembro do Voz Ribatejana 

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Concelho de Vila Franca deve ficar com seis freguesias


A Unidade Técnica para a Reforma Administrativa do Território defende a redução de 11 para 6 do número de freguesias do concelho de Vila Franca de Xira. A proposta entregue, esta semana, na Assembleia da República admite dois cenários (A e B), mas prefere a solução B, que mantém as freguesias com maior tradição histórica e dimensão populacional. Na região, Arruda e Benavente mantêm as actuais quatro freguesias, Alenquer deve baixar de 16 para 11 e Azambuja de 8 para 6.
No caso do município de Vila Franca, a proposta B da UTRAT prevê a fusão/agregação das freguesias da Castanheira e das Cachoeiras, que ficarão assim com uma única Junta e a manutenção da freguesia de Vila Franca com as suas actuais características.
Depois, defende a agregação das freguesias de Alhandra, Calhandriz e São João do Montes numa única junta e o retomar da antiga ligação entre Alverca e o Sobralinho. Na zona sul do concelho, Vialonga fica como está e a Unidadee Técnica propõe a fusão entre a Póvoa e o Forte da Casa.
No caso de Alenquer destacam-se a fusão das duas freguesias da vila sede de concelho (Triana e Santo Estevão) e a agregação dos Cadafais ao Carregado.
Estas propostas deverão ser, ainda, apreciadas nas assembleias municipais antes voltarem à Assembleia da República para votação final.

Saiba mais na edição de 21 de Novembro do Voz Ribatejana 

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Já está aí mais uma edição do Voz Ribatejana


Equipas do concelho de Vila Franca sofrem quatro expulsões



O União Povoense bateu o Vilafranquense por expressivos 4-0, em jogo da 9ª. jornada da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Lisboa disputado no domingo. Com esta vitória, a equipa da Póvoa de Santa Iria subiu seis lugares na tabela classificativa e está, agora, na oitava posição  com 11 pontos. Pior nesta jornada esteve o Alverca, a equipa do concelho de Vila Franca com melhor desempenho no campeonato, que perdeu em Lourel por 0-3. A equipa do concelho de Sintra marcou logo aos 13 minutos. O Alverca partiu em busca da igualdade, mas aos 8 minutos da segunda parte sofreu nova contrariedade, com a expulsão do central Fábio Rosa e a marcação do segundo golo da equipa da casa. Os homens de Alverca ainda tentaram reagir, mas não conseguiram evitar o 3-0 marcado já aos 84 minutos.
Em Vialonga, a equipa da casa esteve muito bem e, apesar de ter sofrido duas expulsões, conseguiu bater o sempre complicado Linda-a-Velha por 3-2. O GDV adiantou-se na primeira parte por intermédio de Óscar, mas consentiu a igualdade aos 54 minutos, altura em que o médio Dias foi expulso. A turma vialonguense reagiu muito bem e, seis minutos depois, Brito fez o 2-1. Mais seis minutos volvidos e foi o defesa Sérgio a marcar o 3-1. O Linda-a-Velha ainda carregou, mas só conseguiu reduzir já nos descontos, altura em que o Vialonga sofreu segunda expulsão.
Esta é uma questão que deve preocupar as equipas do concelho de Vila Franca que, só nesta jornada, viram quatro jogadores expulsos pelos árbitros dos terrenos de jogo.
Já na Divisão Principal de Santarém, o Benavente, depois de um início de campeonato irrepreensível, sofreu, no domingo, a sua segunda derrota, situando-se, agora, a meio da tabela com 13 pontos em nove jogos. Em franca subida está o Pontével, que ganhou ao Coruchense. O Glória perdeu, em casa, com o União de Tomar. Já na Divisão Secundária, o Samora Correia perdeu na Chamusca, a Arepa do Porto Alto empatou em Muge e o Barrosense ganhou, por 4-1, ao Vale da Pedra. 

Saiba mais na edição de 7 de Novembro do Voz Ribatejana

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Gang das caixas multibanco passou por Vila Franca




A Polícia Judiciária anunciou, esta semana, a detenção de 10 homens e de quatro mulheres suspeitos de estarem envolvidos num grupo criminoso que, nos últimos meses, terá roubado pelo menos 10 carros pelo método de carjacking (sob ameaça de armas de fogo) e assaltado cerca de 30 caixas multibanco com explosivos. De acordo com a PJ, o grupo actuava sobretudo na zona da Grande Lisboa e na zona centro do País e entre os casos que as autoridades lhes atribuem estão roubos efectuados também no concelho de Vila Franca de Xira.
Os detidos têm idades compreendidas entre os 20 e os 33 anos e todos possuem antecedentes criminais. “Nos últimos meses, com especial incremento nos últimos dias, praticaram numerosos assaltos a caixas ATM, cometidos com utilização de matéria explosiva”, refere um comunicado da Polícia Judiciária, sublinhando que foram recolhidos “importantes elementos probatórios, nomeadamente armas de fogo, explosivos, detonadores e cordão lento, para além de notas tintadas provenientes destes furtos em máquinas ATM”.
Desde o ano passado, a PJ já deteve oito grupos suspeitos de envolvimento de assaltos com explosivos a caixas multibanco, num total de cerca de 50 indivíduos detidos.
"Quem persistir a praticar crimes deste género, que esteja ciente que a Polícia Judiciária vai esclarecer esses mesmos crimes e apresentá-los à Justiça", avisa Luís Neves, que dirige a Unidade Nacional Contra-Terrorismo da PJ.

Saiba mais na edição de 7 de Novembro do Voz Ribatejana

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Assaltantes de bombas de gasolina ficam em prisão preventiva


Três indivíduos de nacionalidade portuguesa detidos, na madrugada de terça-feira, pela GNR de Samora Correia, por suspeita de serem os autores de um assalto à mão-armada ao posto de combustíveis do Biscaínho (Coruche) e do roubo de uma viatura na Estrada de Campo (Lezíria de Vila Franca), vão aguardar julgamento em prisão preventiva. Foram ontem ouvidos pelo juiz de instrução de Vila Franca de Xira que decidiu aplicar a medida de coação mais gravosa e vão aguardar julgamento detidos.
Na posse dos arguidos, a GNR encontrou duas pistolas e uma caçadeira de canos serrados e, segundo o Comando Distrital de Santarém da Guarda, após a detenção, os três homens “confirmaram” aos militares da GNR terem sido os autores do assalto às bombas e do roubo da viatura em que seguiam sob ameaça de armas (o chamado carjacking).
Têm 23, 34 e 35 anos, os dois primeiros residem em Samora Correia e o terceiro em Lisboa. O assalto ao posto de combustíveis deu-se à 1h08 de terça-feira, quando três indivíduos encapuzados abordaram o funcionário de serviço e, sob a ameaça de armas de fogo, obrigaram-no a entregar um cofre com cerca de 200 euros. Na posse dos três homens, para além das armas, a GNR detectou e apreendeu um rádio de transmissões de curto alcance, munições, gorros, pares de luvas, nove sacos de moedas com 63, 15 euros, um envelope com 290 euros em notas, três telemóveis, um GPS e três tacos de bilhar.

Saiba mais na edição de 7 de Novembro do Voz Ribatejana 

domingo, 21 de outubro de 2012

Reviravolta final dá vitória ao Alverca em Vialonga



Três golos nos últimos 11 minutos deram, esta tarde, uma saborosa vitória ao Futebol Clube de Alverca no terreno do Grupo Desportivo de Vialonga. A equipa da casa esteve a ganhar desde os 17 minutos, controlou o jogo durante quase 80, mas a recta final alterou completamente o cariz deste dérbi concelhio. O Alverca acabou por se superiorizar por 3-1 e manteve o terceiro lugar da tabela,  agora com 11 pontos, a quatro do líder Santa Iria. Noutros jogos da jornada, o Vilafranquense empatou na Murteira e mantém-se na penúltima posição e o Povoense perdeu, em casa, com o Linda-a-Velha, por 1-2. 
Em Vialonga, o dérbi entre vialonguenses e alverquenses registou uma assistência muito significativa, com perto de 400 espectadores a comporem as bancadas do Campo de Jogos. Entrou melhor o Vialonga, mais pressionante e marcou à passagem dos 17 minutos por João Dias.
A Alverca tentou reagir, mas só nos minutos finais conseguiu marcar por intermédio de Fábio Rosa e de Serginho (2).

 Saiba mais na edição de 24 de Outubro do Voz Ribatejana

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Manuel Freire canta hoje à noite no Ateneu




"Eles não sabem que o sonho comanda a vida e que sempre que um homem sonha o Mundo pula e avança". O poema de António Gedeão cantado por Manuel Freire é uma das mais belas canções de sempre da música portuguesa. A "Pedra Filosofal" de Manuel Freire, intérprete que vai estar, hoje à noite, no auditório do Ateneu Artístico Vilafranquense. O espectáculo tem início marcado para as 21h30, numa organização conjunta do Ateneu, da Associação Promotora do Museu do Neo-Realismo, do Clube de Campismo "As Sentinelas" e da Cooperativa Alves Redol. Os sócios destas associações e colectividades pagam um bilhete de 2 euros e os restantes interessados têm um bilhete único de 4 euros.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Cimpor “dispensa” 60 funcionários


Os efeitos da crise também já atingem as grandes empresas que actuam na região. Cimpor e Conforlimpa anunciam reduções de quadros. O grupo Cimpor anunciou, ontem, que vai iniciar um processo de reestruturação que prevê a redução do seu quadro de pessoal em 60 trabalhadores. De acordo com o grupo cimenteiro, este plano de reestruturação visa “ajustar a estrutura da empresa à realidade do país”, tendo em conta a quebra do seu volume de negócios em território português, que rondou os 12 por cento (26 milhões de euros) no primeiro semestre deste ano. O Centro de Produção de Alhandra é a maior fábrica portuguesa do grupo Cimpor empregando actualmente cerca de 200 funcionários. A empresa possui três fábricas no nosso País e diversas unidades de apoio.
Daniel Proença de Carvalho, presidente do conselho de administração da Cimpor, confirmou que a empresa está a desenvolver um processo de reestruturação, que prevê a dispensa de 60 trabalhadores das áreas administrativa e corporativa.Cerca de 40 deverão passar a uma situação de pré-reforma e 20 poderão rescindir contrato por mútuo-acordo. Segundo a empresa, a idade média dos 60 trabalhadores que pretende dispensar é de 55 anos, prometendo a Cimpor disponibilizar aos funcionários “os serviços de uma empresa de recursos humanos para estudar a situação caso a caso e agilizar o seu regresso ao mercado de trabalho”
Fátima Messias, do sindicato do sector, já referiu quer as estruturas sindicais não têm, ainda, nenhuma informação oficial sobre esta intenção da empresa. Recorde-se que, desde Junho passado, cerca de 94, 8% do capital da Cimpor é detido pelos brasileiros da Camargo Corrêa. O grupo emprega cerca de 9700 pessoas em vários pontos do Mundo.

Saiba mais na edição de 24 de Outubro do Voz Ribatejana

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Só o Vialonga escapou à onda de derrotas na Honra da AFL


A quinta jornada da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Lisboa revelou-se aziaga para as equipas do concelho de Vila Franca de Xira. Só o Grupo Desportivo de Vialonga conseguiu somar os 3 pontos, batendo o vizinho Tojal, fora, por 2-1. Pior estiveram as restantes três equipas, com o Alverca a ceder em casa (1-2) frente ao líder Santa Iria e o Vilafranquense a somar a terceira derrota consecutiva, desta vez em casa frente ao Ponterrolense (2-3). Já o União Povoense perdeu na Malveira por 2-0.
Na classificação, o Alverca manteve a terceira posição, com 8 pontos, já a 7 de distância do destacado Santa Iria, que subiu este ano da 1º. Distrital e soma cinco vitórias em cinco jogos. Logo a seguir vem o Povoense também com 8 pontos e o Vialonga já está a meio da tabela com duas vitórias e seis pontos.
Bem pior está o Vilafranquense, com apenas 2 pontos, na penúltima posição da tabela.
Na próxima jornada, no domingo, destaca-se mais um dérbi concelhio, com o Vialonga-Alverca. O Povoense recebe o Linda-a-Velha e o Vilafranquense visita o Murteirense.
Na 1º. Distrital o União e Recreio de Vila Nova da Rainha em empatou no Sobreiro e segue na terceira posição. Na 2º. Distrital, o Juventude da Castanheira perdeu na Fonte Grada por 2-1.
Já no distrital de Santarém, Benavente e Samora Correia estão a fazer bons campeonatos. O primeiro ainda não perdeu na Divisão Principal e empatou, desta vez, com o Pontével. O Samora Correia empatou em Vale da Pedra e lidera a Série B da Divisão Secundária.


Saiba mais na edição de 24 de Outubro do Voz Ribatejana       

domingo, 14 de outubro de 2012

Passeio de carros e motas antigas ajuda Bombeiros de Arruda


Cerca de meia centena de carros antigos e mais algumas dezenas de motos e de vespas participaram no 1º. Passeio de Carros e Motas Clássicas organizado em Arruda dos Vinhos para ajudar os bombeiros locais. Uma iniciativa bem sucedida que se deverá repetir nos próximos anos. Incluiu um desfile por todo o concelho, num percurso de cerca de 35 quilómetros e foi dinamizada por Barata Mendes, um apaixonado por estas coisas dos carros clássicos. Contou também com alguns convidados de honra, como o antigo ciclista e actual director da Volta a Portugal Joaquim Gomes e o engenheiro José Mira, um dos maiores colecionadores portugueses de automóveis antigos.
"É uma iniciativa para ajudar os bombeiros, que precisam sempre e a quem nós devemos ajudar e é também para despertar a população para o gosto pelos carros antigos”, explicou Barata Mendes, em declarações ao Voz Ribatejana. Já Joaquim Gonçalves, presidente da direcção da Associação de Bombeiros de Arruda, salientou que esta é uma iniciativa que a corporação pretende repetir anualmente, dentro de um calendário de eventos que lhe proporcione mais algumas receitas.
“Cada vez mais os bombeiros têm que ter um plano anual de actividades. E o nosso objectivo é criar quatro ou cinco iniciativas grandes, de qualidade, e que, depois, se possam perpetuar anualmente, porque é a única maneira que temos de cativar algumas verbas fixas por ano”, observou Joaquim Gonçalves, em declarações ao Voz Ribatejana, revelando que na calha já estão a participação na Festa da Vinha e do Vinho e uma festa de Passagem de Ano.

Saiba mais na edição de 24 de Outubro do Voz Ribatejana 

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Marcha contra o desemprego atravessa a região




A Marcha Contra o Desemprego, organizada pela CGTP, atravessou nos últimos dias os concelhos de Benavente e de Vila Franca de Xira e culmina, sábado à tarde, com uma concentração frente à Assembleia da República. A iniciativa partiu esta manhã do Largo da Câmara de Vila Franca, reunindo algumas centenas de pessoas, entre elementos da marcha e funcionários das autarquias locais que fizeram questão de manifestar a sua solidariedade e a sua adesão aos princípios da marcha.
Os responsáveis da Delegação de Sindicatos de Vila Franca alertaram para o agravamento da situação social na região, com o recente encerramento de empresas como a Cimianto, a Dustrimetal, a Cerâmica São Paulo, a Lisprene e a TNC.
Segundo referem, nesta altura já são mais de 5000 as pessoas que recebem Rendimento Social de Inserção nesta área e só nos quatro concelhos abrangidos pela delegação (Alenquer, Arruda, Azambuja e Vila Franca) já são mais de 12 300 os desempregados inscritos. "Apenas um quarto dos desempregados têm uma prestação no desemprego e o Governo quer diminuir ainda mais o tempo de atribuição do subsídio", critica a delegação regional da CGTP, apontando também a ineficiência da justiça, com processos que se arrastam nalguns casos há 20 anos e cerca de 13 milhões de euros em dívida aos trabalhadores de empresas que encerraram na região.

Saiba mais na edição de 24 de Outubro do Voz Ribatejana   

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Livro dos 80 anos dos Forcados lançado em noite de emoções


O livro comemorativo dos 80 anos do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira (GFAVFX) foi apresentado oficialmente numa cerimónia carregada de emoções. Na noite da passada segunda-feira, data em que se assinalavam exactamente os 80 anos da fundação do grupo de Vila Franca, o Celeiro da Patriarcal reuniu algumas centenas de antigos e actuais forcados e de amigos do GFAVFX. Rodeada pela moldura especial da exposição “Glórias da Tauromaquia” vila-franquense, a sessão culminou com momento de fado protagonizados por António Pinto Basto.
Maria da Luz Rosinha sublinhou que os vila-franquenses se orgulham do seu grupo de forcados. “Este livro teve um parto difícil, demorou 10 anos, mas sentimos que se constitui também como um documento histórico sobre um dos grupos de maior longevidade no panorama tauromáquico português”, realçou a presidente da Câmara, frisando que o GFAVFX tem protagonizado “uma história de vitalidade onde gerações e gerações de moços de forcados se vêem espelhados”.
Já Ricardo Castelo, cabo do GFAVFX, agradeceu toda esta homenagem em nome do grupo. “O livro dignifica, retrata uma história de 80 anos, é importante começar a fazer alguma coisa que possa dignificar os forcados da nossa terra”, salientou.
Mais emotiva ainda foi a intervenção da madrinha do Grupo de Vila Franca, Maria Vitória Lopes, filha de um dos fundadores que, aos 84 anos, fez questão de estar presente. Tem sido desde sempre a madrinha do grupo e refere, na contracapa do livro: “Eles são as pessoas mais amigas que tenho nesta vida. Nenhum familiar é tão espontâneo e amigo como eles são”.
Ao longo de 200 páginas, o livro traça a história destes 80 anos do Grupo de Vila Franca, com depoimentos de cabos e de outras figuras da tauromaquia.
 
Saiba mais nas edições de 10 e de 24 de Outubro do Voz Ribatejana 

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Povoense e Alverca empatam e Vialonga conquista primeira vitória



União Povoense e Futebol Clube de Alverca empataram, ontem, a 1 golo em jogo da quarta jornada da Divisão de Honra  da Associação de Futebol de Lisboa. A partida realizou-se no campo sintético de São João da Talha, devido à interdição do terreno do UAP (castigo que já vem da época passada) e confirmou que estas são duas das melhores equipas do principal campeonato do distrito. O domínio foi repartido nos primeiros 45 minutos, mas foi o Povoense quem conseguiu adiantar-se no marcador à passagem dos 37 minutos, por intermédio do centrocampista Wilson. Na segunda parte, o Alverca procurou refrescar o ataque com as entradas de Marcus e de Bruno Pernes e os alverquenses alcançaram o empate aos 56 minutos, num golo de Serginho.
Esta repartição de pontos faz com que Povoense e Alverca se mantenham no grupo dos terceiros classificados (8 pontos), agora a 4 pontos do líder que, com alguma surpresa, é o Santa Iria, equipa que, tal como o Povoense, subiu, este ano, à Divisão de Honra.
 E o Santa Iria joga exactamente em Alverca já no próximo domingo, na partida mais importante da 5ª. jornada do campeonato. No dia 21 o destaque vai para o Vialonga-Alverca da sexta jornada. No domingo, o Vialonga alcançou os primeiros golos em jogos oficiais e conquistou o primeiro triunfo da época, frente ao Vila Franca do Rosário. Pior esteve o Vilafranquense que, depois de dois empates nas jornadas iniciais, somou agora a segunda derrota consecutiva. Os homens de Vila Franca perderam em Linda-a-Velha por 3-1 e caíram no penúltimo lugar da classificação com apenas 2 pontos.

Saiba mais na edição de 10 de Outubro do jornal Voz Ribatejana e na edição de Outubro da revista Vida Ribatejana

Livro dos 80 anos dos Forcados lançado hoje em Vila Franca


O livro comemorativo dos 80 anos dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira vai ser hoje (22h00) apresentado, em sessão que se realiza no Celeiro da Patriarcal. Exactamente no dia em que o grupo completa os 80 anos, a cerimónia conta também com uma intervenção do coronel José Henriques sobre a história do grupo vila-franquense e com uma actuação do fadista António Pinto Basto.
O livro, fruto de uma parceria entre a Câmara de Vila Franca e o Grupo de Forcados local, conta a história destas oito décadas. Uma obra que, para além do depoimento dos vários cabos que ainda se encontram entre nós, conta ainda, por exemplo, com textos de convidados muito especiais, conferindo uma "dimensão alargada" ao documento, numa reflexão mais vasta sobre a “Festa Brava”.

Saiba mais na edição de 10 de Outubro do Voz Ribatejana e na edição de Outubro da revista Vida Ribatejana

domingo, 7 de outubro de 2012

Vinho Gastronomia e Turismo em Alenquer


A vila de Alenquer recebe no próximo dia 11 de Outubro o Fórum  Vinho Gastronomia e Turismo.
A iniciativa que decorre no Museu do Vinho em Alenquer pelas 17:30 horas, é uma organização do município que pretende debater assim o assunto com vários especialistas Entre os oradores convidados, destaque para o vice-presidente das Rotas do Vinho de Lisboa, Paulo t
Tavares da Silva e para o presidente da Região de Turismo do Oeste, António Carneiro,

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Feira Anual abre hoje em Vila Franca




A edição 2012 da Feira Anual de Vila Franca de Xira abre esta tarde no parque urbano do Cevadeiro. Durante a manhã realizou-se já a primeira largada de toiros do programa que, em dia feriado, levou milhares de aficionados às ruas da cidade. O espaço da feira já funciona desde as 13h00 e a inauguração oficial está prevista para as 16h00, altura em que abre também o XXXII Salão de Artesanato, com 96 representantes das artes tradicionais de todo o País.
O certame decorre até 14 de Outubro. Dez dias de muita animação, divertimentos, largadas e corridas de toiros, artesanato e gastronomia regional. Apesar da crise económica, a adesão dos feirantes foi semelhante aos anos anteriores e no salão de artesanato a procura de interessados até foi superior aos lugares disponíveis. “Os momentos de dificuldade também são muito de oportunidade. E a verdade é que não tivemos nenhuma quebra nas solicitações dos feirantes”, garante a presidente da Câmara de Vila Franca de Xira em declarações ao Voz Ribatejana. Maria da Luz Rosinha afiança, por isso, que a edição 2012 da Feira Anual de Vila Franca de Xira estará “muito bem composta” e até com novidades na parte dos divertimentos, como um novo brinquedo conhecido por “Piratas das Caraíbas”.
O destaque vai também para as actividades taurinas com novas esperas e largadas de toiros no dia 6 às 16h30 e nos dias 7, 8 e 9 às 10h30. As corridas de toiros realizam-se, na Palha Blanco, nos dias 7 (17h00) e 9 (22h00).
Destaque ainda para a apresentação do livro dos 80 anos do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca, segunda-feira à noite (22h00), na Patriarcal.

Saiba mais nas edições de 26 de Setembro e de 10 de Outubro do Voz Ribatejana e na edição de Outubro da revista regional Vida Ribatejana   

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

PSP "apanha" suspeitos de assalto a residência em Vila Franca




Agentes da Esquadra de Investigação Criminal de Vila Franca de Xira identificaram, ontem, três jovens suspeitos de envolvimento no assalto a uma residência da freguesia vila-franquense verificado durante a manhã de quarta-feira. Os três jovens, com idades compreendidas entre os 20 e os 23 anos, foram hoje presentes a tribunal. Na casa do suspeito de 21 anos foram encontrados os bens roubados na manhã de ontem e ainda uma placa com cerca de 100 gramas de um produto "suspeito de ser haxixe", refere uma nota da Divisão Policial de Vila Franca de Xira (DPVFX).
De acordo com a DPVFX, da residência em causa foram roubados dois televisores LCD, três computadores portáteis, uma consola de jogos e um fio de ouro.
A PSP foi alertada cerca das 14h00 e, por volta das 18h00, já identificara os suspeitos e recuperara os artigos roubados. Na casa do jovem de 21 anos foi também apreendida uma balança de precisão e este jovem foi detido também por suspeita de envolvimento em crimes de tráfico de estupefacientes.

Saiba mais na edição de 10 de Outubro do Voz Ribatejana    

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Impasse na Rua Alves Redol



A polémica em torno do modelo de estacionamento e circulação na artéria principal de Vila Franca de Xira promete continuar a dar que falar. Já depois do ensaio efectuado no dia 11, com a passagem em simultâneo de um autocarro e de dois ligeiros, conforme noticiou o Voz Ribatejana, a Coligação Novo Rumo (PSD/PPM/MPT) solicitou o agendamento do assunto para a sessão camarária de dia 19. Depois de muita discussão e com poucos sinais de entendimento entre a maioria PS e a oposição (CDU e CNR), a presidente Maria da Luz Rosinha explicou que vai reflectir sobre o assunto e voltar a abordá-lo numa próxima reunião. 
Helena Pereira de Jesus (vereadora social-democrata eleita pela CNR), que assistiu ao ensaio e suscitou desde logo muitas dúvidas, disse, agora, que a coligação liderada pelo PSD “chegou à conclusão que não cabem” três faixas e três veículos lado a lado na Rua Alves Redol. “O que se verificou foi que os espelhos dos autocarros ficam dentro do passeio, que as pessoas que ali circulam a pé podem levar com esses espelhos, as bermas tiveram que ser utilizadas por esses veículos. Achamos que esta situação coloca em causa a segurança, tanto dos veículos como dos peões", vincou, sugerindo que deveria haver também um parecer da PSP sobre a matéria.
Também Bernardino Lima (CDU), que representou a CDU no teste de dia 11, mantém muitas dúvidas. “Naquele ensaio estiveram um autocarro e dois carros pequenos, se forem duas carrinhas tipo Ford Transit a sensação que tenho é que batem mesmo”, observou o autarca vila-franquense, garantindo que alguns agentes policiais que estiveram no local um pouco mais tarde também manifestaram muitas reservas.
Alberto Mesquita, vice-presidente da Câmara, lembrou que tem tentado conciliar posições nesta matéria, que as três vias na Ponte Marechal Carmona também suscitaram preocupação e funcionam bem e que as pessoas se vão habituar a passar de acordo com o espaço que têm. O eleito do PS salientou até que está convicto que as situações de simultaneidade de três veículos lado a lado “dificilmente vão acontecer”, porque os autocarros não estão permanentemente a passar e porque, quando for o caso, os condutores dos ligeiros, se sentirem falta de espaço, vão circular na sua faixa, um pouco atrás do autocarro. “Temos uma questão para resolver, o projecto de requalificação da Alves Redol foi pensado de acordo com uma filosofia que inclui o corredor bus. Não tem sentido ter um corredor bus no princípio da rua e depois os autocarros terem que chegar para a faixa de dentro”, acrescentou, frisando que, a não existirem as três faixas, acha que a alternativa será aplicar esse projecto e eliminar os estacionamentos.


Saiba mais na edição de 26 de Setembro do Voz Ribatejana